"A ciência será sempre uma busca e jamais uma descoberta. É uma viagem, nunca uma chegada." - Karl Popper 

Sexta-feira, 1 de Junho de 2007

A morte de uma estrela

Quarenta minutos de explosão em directo

 

A explosão foi detectada por um grupo internacional e astrónomos, que registaram o acontecimento com os três telescópios do satélite Swift, da NASA.

       

   

 

 

Levou apenas 40 minutos. De repente, foi detectada uma violente explosão que lançou no espaço um jacto de raios X e gama, fenómeno conhecido pelo nome GRB (a sigla em inglesa de “gamma ray burst”). A duração foi cem vezes mais longa do que outras do mesmo tipo. O pulso de energia proveniente do centro de uma estrela gigante situada a 440 milhões de anos-luz, na constelação Carneiro, foi o sinal de alarme para os cientistas: ia produzir-se uma supernova, o estertor final de uma estrela moribunda.

            Pouco após o GRB, a estrela explodiu. As observações indicam que de radiação foi seguido por uma bolha de gás que se movia lentamente, e com uma temperatura de cerca de dois milhões de graus, produzida pala onda de choque criada pela supernova. O que acontecerá agora á estrela depende da massa que tenha restado, mas o mais provável é tornar-se num buraco negro. Sabê-lo-emos quando se dissiparem as “nuvens de poeira” criadas pela explosão, dentro de um par de anos.

 

in Super Interessante

Publicado por Ruben às 13:00
Link do post | Inventar Teorias | Adicionar aos favoritos
|

Dados Biográficos

iya_logo2.jpg

Pesquisar neste blog

 

Info-Recentes

40 anos desde da primeira...

Hora do Planeta 2009 - Pa...

Um debate Darwiniano

A Evolução de Darwin - Ex...

Por Charles Darwin

Darwin - Datas Importante...

Darwin 200 anos

A vida dentro da Célula.....

Pika

Escaravelho - um animal d...

Visão de raio-x

Aquecimento Global

Palestra assinala 113 ano...

Ano Internacional da Astr...

Cientistas inibem proteín...

Bicho de Sete Cabeças

Carrel, Alexis (1873-1944...

wombat

Biotec-zone

A capacidade do nosso cér...

Identificados novos genes...

Almargem

Solidariedade entre formi...

Moscas vivem mais se fore...

Ser 'dorminhoco' está nos...

Extractos de alfarroba po...

Cascas de ovos recicladas...

Mitose

Sputnik - 50 anos

Besouro inspira nova tecn...

Pré-Históricos

Julho 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Julho 2006

"Só há um caminho para a ciência, aquele em que avançamos de factos mais conhecidos para os menos conhecidos; o entendimento do universal pelo intelecto baseia-se na percepção de coisas individuais pelos sentidos." William Harvey 

Links

participar

participe neste blog

online
Free Counter
Free Counter
blogs SAPO

subscrever feeds